Publicado por: Germano Araújo | 21/04/2009

Desvendando o Equador: Ilhas Galápagos

galapagos-246

Divino, Paraíso, Impressionante, Inigualável, Fantástico, Estupendo, Encantador, Mágico… São definições para as Ilhas Galápagos. Uma experiência e sentimento indescritível. Mais uma prova da existência divina. E mais, uma comprovação de que seres humanos e natureza podem viver harmonicamente sem agressão alguma.  Tudo muito bem organizado e bem pensado. O meio ambiente sempre em primeiro plano. A população extremamente conscientizada e os turistas obrigados a segui-los. Foram apenas 4 dias, mas o suficiente para no mínimo mudar o astral. Uma viagem que tentarei ao máximo descrevê-la justamente por se tratar de um lugar onde a paz e a natureza emana na alma. Pois bem, comecemos!

galapagos-003

Embarque no Aeroporto Internacional de Guayaquil.

Aqui no Equador encontram-se diversos pacotes de viagem para as Ilhas Galápagos assim como seus preços também variam de acordo com a quantidade de dias e onde queiram se hospedar. Como uma média, pode-se dizer que um bom pacote  custa em torno de U$$ 1.100 a 2.000 dólares.

Assim sendo, depois de muita pesquisa, escolhi um pacote em um cruzeiro chamado Galapagos Explorer II de 4 dias, de quarta a sábado, em que as passagens aéreas já estavam incluídas assim como toda a alimentação. Como dica, quando forem escolher, prefira ir pela cidade de Guayaquil por ser um pouco mais barato do que saíndo de Quito. 

Chegada em Galápagos
Chegada em Galápagos

A viagem dura um pouco mais de 1 hora e confesso que estava super ancioso para chegar. Cheguei próximo das 12:00hs na Ilha de San Cristóbal e fui agraciado pelo enorme calor da ilha. Seguimos de ônibus até a marina para nos deslocarmos para o Galapagos Explorer II que já estava nos esperando. E novamente fui agraciado, só que desta vez com a presença de alguns leões marinhos descansando na sombra dos bancos da marina.

galapagos-014galapagos-031

 

galapagos-173

Galapagos Explorer II

Uma vez dentro do Galapagos Explorer II, todos foram instruídos sobre as normas de segurança do navio e sobretudo sobre os cuidados de como proceder nas ilhas. Uma das coisas que me chamaram a atenção foram os cuidados com relação ao meio ambiente no próprio navio, como por exemplo, produtos biodegradáveis e reciclagem. A água era reutilizada e nos “proibiam” de usar sabão ou shampoo que não fossem biodegradáveis. Todas as cabines tinham esses produtos devidamente a nossa disposição.

Mas antes de continuar, segue uma breve descrição do que são as Ilhas Galápagos.

DESCRIÇÃO. O Arquipélago de Galápagos é uma das maiores atrações científicas e turísticas do mundo; sem dúvidas, constitui a atração mais conhecida e famosa do Equador.

galapagos-435O arquipélago de Galápagos é um conjunto de 61 ilhas vulcânicas situadas no Oceano Pacífico  a quase 1.000 (965) quilômetros a oeste da costa continental do Equador  das quais apenas 5 delas são habitadas. São formadas por 13 ilhas grandes, 6 menores e 42 ilhotas. 97% da superfície total das ilhas faz parte do Parque Nacional Galápagos, a exceção das áreas habitadas em Santa Cruz, San Cristóbal, Isabela, Floreana e a ilha de  Baltra, esta última ocupada pelas Forças Armadas do Equador.

Constituem como o primeiro Parque Nacional Equatoriano; foi estabelecido em 1936 com a finalidade de preservar em seu estado natural a sua fauna e flora, e as excepcionais paisagens que compõem seu cenário. Em 1959, com o objetivo de administrar esta área, se estabeleceu o Serviço Parque Nacional Galápagos (SPHG), que é a entidade estatal encarregada da execução dos diversos programas de conservação e manejo das ilhas.

galapagos-452

Neste mesmo ano, tendo como o centenário da publicação do livro “As origens das espécieis”, foi criada a Fundação Charles Darwin para as Ilhas Galápagos, instituição de caráter privado que nasce com o olhar das Organizações  das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), e pela União Mundial para Conservação da Natureza (UICN); 5 anos mais tarde, na Ilha Santa Cruz, foi criada o braço operativo da Fundação: a Estação Científica Charles Darwin.

Em 1979, o Comitê de Patrimônio das Nações Unidas, por solicitação do governo equatotiano, designa a Galápagos como patrimônio Mundial da Humanidade e, posteriormente, em 1985, também declara as Ilhas como Reserva de Biosfera.

galapagos-019As ilhas emergiram das profundezas marinhas a milhões de anos, como produto das contínuas erupções de vulcões submarinos que empurraram grandes massas de materiais até a superfície do oceano, configurando de uma surpreendente quantidade de ilhas e ilhotas em cujo interior se elevam hoje em dia alguns vulcões; o de maior importância, Wolf, alcança uma altura de 1.707 metros. O vulcanismo, relativamente ativo, é parecido ao tipo havaiano caracterizado por cones extendidos em forma de escudos, coroados por enormes caldeiras. 

VOLTANDO A VIAGEM. A primeira parada foi na própria Ilha de San Cristóbal, na praia de Cerro Brujo. Aqui encontrei praia com corais brancos, aves marinhas, leões marinhos e uma água cristalina onde pratiquei snorkeling e fiquei boquiaberto com a biodiversidade marinha ali encontrada tão perto da praia. Sem falar que fui agraciado com um belíssimo pôr-do-sol. Abaixo algumas fotos da praia de Cerro Brujo.

galapagos-074galapagos-082galapagos-123

No outro dia bem cedo aportamos na ilha mais antiga de galápagos, a Ilha Española. Para mim, foi a ilha mais bonita que eu vi por lá. É de uma beleza estupenda em que a paz emana em toda a sua extensão. Lindas paisagens, leões marinhos, iguanas marinhas e terrestres, águia de galápagos, albatroz entre tantos outros animais que por lá eu consegui ver. Abaixo algumas das diversas fotos que tirei dessa maravilha divina que é a Ilha Española.

galapagos-270galapagos-251galapagos-299galapagos-314galapagos-212galapagos-379galapagos-366galapagos-373galapagos-416

Na sexta-feira pela manhã (10/04), fomos a “Estación Charles Darwin” e no Puerto Ayora na Ilha de Santa Cruz. É um lugar onde pode-se aprender sobre as políticas de conservação e desenvolvimento das Ilhas. A “Estación Charles Darwin” conduz e facilita a investigação das Ilhas Galápagos. É um centro de criação de espécies como as tartarugas gigantes e iguanas, a quem prepará-las para sua reintegração ao seu habitat natural. Fiquei impressionado com o tamanho das Tartarugas de Galápagos. Realmente são gigantescas. Foram através delas que se deu o nome das ilhas. Após esta maravilhosa visita fomos visitar Puerto Ayora, parte central e comercial da Ilha de Santa Cruz tendo uma variedade de lojas e lembranças para turistas, fazendo de Puerto Ayora o eixo de Galápagos. É a parte mais povoada da ilha e tem o porto mais importante do Arquipélago.

galapagos-503galapagos-4533galapagos-4553galapagos-485galapagos-4962galapagos-507

Na parte da tarde fomos a Ilha Rabida localizada ao Sul da Ilha Santiago. Rabida é uma das ilhas com a maior variedade vulcânica possível da cadeia geológica, suas colinas erosionadas e a lava emitida dos cones salpicados tem como resultado as cores bastantes chamativas de seu solo. E acreditem, a areia da praia é vermelha. Nunca vi nada igual e muito menos algo falando sobre isso. As fotos abaixo não me deixam mentir. Outra coisa bastante bacana é que foi possível ver do alto da colina os peixes se alimentando em alto mar assim como diversas tartarugas marinhas. O lugar realmente impressionante.

galapagos-567galapagos-580galapagos-545galapagos-570galapagos-560

  Por fim, no sábado, fomos a ilha de Baltra para podermos voltar a Guayaquil. E para melhorar a viagem, soubemos que na sexta entrou em atividade o vulcão da Ilha Fernandina. Impressionante! Além do vídeo da erupção do vulcão deixo aqui registrado mais fotos deste magnífico lugar chamado Ilhas Galápagos. Vale a pena conhecer!!

galapagos-614galapagos-603galapagos-382galapagos-352galapagos-205galapagos-180galapagos-358galapagos-395galapagos-497

Sds.

Germano Araújo.

Anúncios

Responses

  1. ae mano, impressionante as fotos, caramba, muito bom, li mts cmentarios sobre a saudade, mas todo esse processo de distancia possibilitou uma tonelada de novos conhecimentos. abraco

  2. beleza mano. Muito bonito mesmo.Tudo parece diferente, ate você ta parecendo mais magro.

  3. tá parecendo Edil Junior.

  4. Germano,
    sabe aquela discussão acerca da saudade, pois é, imagine que já fiquei com saudade das ilhas galápagos desde que a conheci por suas fotos. parabéns pelas belas palavras que tem escrito e pelas oportunidades de vida que tem se proporcionado, continue assim, pois é isso que vale a pena.
    um abraço.

  5. MANO, PARA MIM A SAUDADE MAIS DOÍDA E A SAUDADE DAQUELES QUE PARTIRAM PARA OUTRA DIMENSÃO. ESTA DOI BASTANTE. MAS CADA UM SENTE SUA SAUDADE COMFORME O MOMENTO QUE ESTA VIVENDO. DIZEM QUE A SAUDADE QUE MAIS DOI É : ARRUMAR A CAMA DO FILHO QUE JA MORREU. ESTA EU NÃO QUERO SENTIR . BEIJOS.

  6. Não canso de olhar as fotos de Galápagos. Quanto às saudades, é bastante confortante saber que está aproveitando a experiência. A dor que dói mais é a da saudade causada pela perda e essa é a pior de todas, porque não conseguimos mais dizer o que sentimos. Por isso aproveito a oportunidade para dizer que sentimos muito orgulho de você. Te amo!

  7. Show de bola, meu velho!! Que lugar incrível!!! Ainda bem que vcs não estavam perto quando esse “bicho” começou a cuspir fogo… rsss
    Abração proceis!!

  8. Babeeeeeeeiiiiiii nas suas fotos gostaria muito de estar no seu lugar. Exelente escolha para uma viajem!!!!!!!!!!!!!!!!

  9. com certeza ó eu nas ilhas galápagos…
    me sentiria como uma daquelas Iguanas de lá kkkkkkkk


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: